25 de outubro de 2021, 18:14 Busca no site:
 
 
 





Voltar
Rebilitação Clássica: DENTADURA SUPERIOR versus PRÓTESE INFERIOR SOBRE IMPLANTES
Por: Amilcar Fernandes Neto
 
Dentadura Superior versus Prótese Fixa Acrilizada sobre barra metálica fundida, parafusada em mini-pilares sobre implantes* 

ATENÇÃO: Página ricamente ilustrada por grande quantidade de fotos! O tempo de abertura, dependendo da sua velocidade de conexão, pode ser muito elevado. Sugerimos navegar pelo site enquanto esta página carrega instalar o navegador  Mozilla Firefox ou Google Chrome.

 


Essa reabilitação clássica** foi realizada pela substituição de um par de dentaduras antigas extremamente "gastas", ou desgastadas, pelo uso e função mastigatória, com prejuízo do suporte labial e tecidos moles facias/peribucais (lábios murchos), por duas próteses novas, tendo  sido para essa reabilitação utilizada caracterização em forma de "gengiva artificial": Maxila: Prótese total superior caracterizada e Mandíbula: Prótese Fixa Acrilizada sobre barra metálica fundida*. 

Prótese total caracterizada

 *variação de técnica, muito semelhante à das próteses protocolo, que retorna ao conceito filosófico das próteses fixas convencionais sobre implantes, posto que o fato de se adicionarem dois implantes posteriores aos forames mentuais a remete para essa condição. Contudo, os implantes foram submetidos ao carregamento instantâneo pela submissão à função mastigatória por meio da construção de provisória imediata.

**referência a uma forma bastante comum ou frequente de reabilitação em implantodontia para desdentados totais, devido à maior ocorrência de instabilidade nas próteses inferiores. A grande maioria dos pacientes, quando elegem uma única arcada para receber implantes, prefere que a intervenção cirúrgica seja feita primeiramente na mandíbula (arcada inferior), deixando para depois, se houver uma segunda etapa posterior, deixar para a maxila (arcada superior) a instalação tardia dos implantes que faltaram para completar a reabilitação total com implantes. Entretanto, há que se ressaltar que um grande número de candidatos dentro dessa classificação, ainda em razão dos longos anos utilizando prótese total superior, acabam se satisfazendo com o uso de uma boa dentadura superior, caso a estética esteja de acordo com sua expectativa. 

Dr. Amilcar Fernandes Neto / 2011
Consultas: (43) 3534-1475      

 

PRÓTESES ANTIGAS
(vista frontal)
  
PRÓTESE SUPERIOR EM
ARTICULAÇÃO COM PROVISÓRIA
INFERIOR SOBRE IMPLANTES
(vista frontal)

 
   
   
 PRÓTESE SUPERIOR EM
ARTICULAÇÃO COM PROVISÓRIA
INFERIOR SOBRE IMPLANTES
(vista frontal)

REABILITAÇÃO CONCLUÍDA
(montagem fixada sobre bases
acrilizadas caracterizadas na forma e tons de gengiva artificial)

   
   
PRÓTESES ANTIGAS
(vista lateral direita)
 
 PRÓTESE SUPERIOR EM
ARTICULAÇÃO COM PROVISÓRIA
INFERIOR SOBRE IMPLANTES
(vista lateral direita)
   
   
 
PRÓTESE SUPERIOR EM
ARTICULAÇÃO COM PROVISÓRIA
INFERIOR SOBRE IMPLANTES
(vista lateral direita)
 REABILITAÇÃO CONCLUÍDA
(montagem fixada sobre bases
acrilizadas caracterizadas na forma e tons de gengiva artificial)

   
   
 PRÓTESES ANTIGAS
(vista lateral esquerda)
 
PRÓTESE SUPERIOR EM
ARTICULAÇÃO COM PROVISÓRIA
INFERIOR SOBRE IMPLANTES
(vista lateral esquerda)

 
   
   
 PRÓTESE SUPERIOR EM
ARTICULAÇÃO COM PROVISÓRIA
INFERIOR SOBRE IMPLANTES
(vista lateral esquerda)
REABILITAÇÃO CONCLUÍDA
(montagem fixada sobre bases
acrilizadas caracterizadas na forma e tons de gengiva artificial)

   
   
 SUPORTE LABIAL DEFICIENTE
FACE AO VOLUME DEFICIENTE
DAS PRÓTESES TOTAIS ANTIGAS
 
SUPORTE LABIAL HARMONIOSO
PÓS-INSTALAÇÃO DAS PRÓTESES TOTAIS COM SUAS
DIMENSÕES REVISTAS E
AMPLIADAS
   
SUPORTE LABIAL HARMONIOSO
PÓS-INSTALAÇÃO DAS PRÓTESES TOTAIS COM SUAS
DIMENSÕES REVISTAS E
AMPLIADAS
PLANO OCLUSAL AJUSTADO PARALELAMENTE ÀS BASES ÓSSEAS EM DETRIMENTO DA DISCRETA ASSIMETRIA LABIAL SUPERIOR (lado esquerdo ligeiramente deprimido durante o sorriso)
 
 
 REGISTRO FOTOGRÁFICO
  ANTES DO TRATAMENTO 
CONFIRMAÇÃO DA
PROPOSTA ESTÉTICA
APÓS O TRATAMENTO
   
   
   
   
MONTAGEM E ENCERAMENTO EM ARTICULADOR
SEMI-AJUSTÁVEL (ASA)
(vista lateral direita)
MONTAGEM E ENCERAMENTO EM ARTICULADOR
SEMI-AJUSTÁVEL (ASA)
(vista lateral esquerda)
   
MONTAGEM E ENCERAMENTO EM ARTICULADOR
SEMI-AJUSTÁVEL (ASA)
(vista diagonal direita)
MONTAGEM E ENCERAMENTO EM ARTICULADOR
SEMI-AJUSTÁVEL (ASA)
(vista diagonal esquerda)
   
PROVA DO ENCERAMENTO DIRETO EM BOCA
(vista frontal)
 

CONFERÊNCIA DOS
PLANOS ESTÉTICOS:
PRÓTESE SUPERIOR
ACRILIZADA
X
PROVISÓRIA INFERIOR
FIXA SOBRE IMPLANTES
 

   

  PRÓTESE INFERIOR
CONCLUÍDA

PRÓTESES INSTALADAS
   
   

  ARTICULAÇÃO DENTÁRIA E ENCERAMENTO SOBRE
BASES DE PROVA 
MONTADAS EM ARTICULADOR
SEMI-AJUSTÁVEL
SERVINDO PARA:

CONFECÇÃO DE GUIAS
CIRÚRGICA/MULTIFUNCIONAL
E
CONFECÇÃO DE PROVISÓRIAS

(vista diagonal direita)

 REPRODUÇÃO DA MONTAGEM SUPERIOR EM ACRÍCLICO AUTOPOLIMERIZANTE PARA FINS DE USO COMO DENTADURAS PROVISÓRIAS*

*ensaio importantíssimo para definir se as alterações de volume e dimensão serão toleradas pelo paciente ainda antes da seleção e da escolha do posicionamento ideal para os implantes

   
   
 MOLDAGEM DIRETA
COM A PROVISÓRIA
INFERIOR + SILICONA
+ ANÁLOGOS DE COMPONENTES
MINI-PILARES
(abutments)
   
 MOLDAGEM DIRETA
COM A PROVISÓRIA
INFERIOR + SILICONA
+ ANÁLOGOS DE COMPONENTES
MINI-PILARES
(abutments)
   
 MODELO VAZADO
E MONTADO EM
ASA*
PERMITINDO A PERFEITA MANUTENÇÃO DOS REGISTROS DAS DIMENSÕES
ESTABELECIDAS COMO IDEAIS NESSA REABILITAÇÃO

*articulador semi-ajustável  
   
   MODELO VAZADO
E MONTADO EM
ASA*
(vista lingual)

   

 

 MODELO VAZADO
E MONTADO EM
ASA*
(vista lateral direita)

PRECISÃO ARTICULAR
OBTIDA PELA TÉCNICA

   
   
   
   
   
   
MODELO VAZADO
E MONTADO EM
ASA*
(vista lateral esquerda)

PRECISÃO ARTICULAR
OBTIDA PELA TÉCNICA

 
 
   
AMOSTRA/COMPARAÇÃO
(SIMPLES CONFERÊNCIA)
 DE CORPO DE
PROVA EM ACRÍLICO
CONTENDO PIGMENTOS
PARA CARACTERIZAÇÃO
DE RESINAS COMO GENGIVA ARTIFICIAL
   

 VISTA OCLUSAL DA 
PRÓTESE INFERIOR
ACRILIZADA PELA
TÉCNICA MIMÉTICA
DA CARACTERIZAÇÃO
GENGIVAL

   
 

 
PRÓTESE INFERIOR
ACRILIZADA PELA
TÉCNICA MIMÉTICA
DA CARACTERIZAÇÃO
GENGIVAL

   
PRÓTESE INFERIOR
ACRILIZADA PELA
TÉCNICA MIMÉTICA
DA CARACTERIZAÇÃO
GENGIVAL
(vista oclusal)
   
PRÓTESE INFERIOR
ACRILIZADA PELA
TÉCNICA MIMÉTICA
DA CARACTERIZAÇÃO
GENGIVAL
(vista basal)
   

 

CONJUNTO INSTALADO
ATESTANDO OS OBJETIVOS PROPOSTOS
 
CONJUNTO INSTALADO
ATESTANDO OS OBJETIVOS PROPOSTOS
 
 
   
 
   
CONJUNTO INSTALADO
ATESTANDO OS OBJETIVOS PROPOSTOS
  
   
  CONJUNTO INSTALADO
ATESTANDO OS OBJETIVOS PROPOSTOS
  
   
   
CONJUNTO INSTALADO
ATESTANDO OS OBJETIVOS PROPOSTOS
  
   
   
   
   
   
  PERFIL APÓS
TRATAMENTO
 
   

 

O planejamento e seleção do modelo de dentes de estoque para a realização deste tratamento foram inspirados na análise facial e das arcadas do filho do paciente (à sua esquerda no quadro acima). Assim personalizamos a estética baseado na análise de ambos os padrões faciais envolvidos nesse planejamento, muito semelhantes entre si.

 

Articulação dentária, planejamento e execução re

&a