23 de abril de 2021, 04:40 Busca no site:
 
 
 





Voltar
Você sabe o que é Bruxismo ?
Dr. J. Emidio Lima - Ortodontista, Especialista Mestre em DTM Disfunção Temporomandibular
 

Bruxismo é o hábito de apertar e ranger os dentes. É comum em cerca de 15% das pessoas.
Esses pacientes podem sofrer desgastes nos dentes, dores de cabeça e distúrbios da articulação temporomandibular.
Estes sintomas são comuns durante o sono. O ranger dos dentes à noite e apertá-los durante o dia formam um problema
progressivo onde o paciente perde os parâmetros e só percebe que tem bruxismo se prestar atenção na própria tensão
muscular ou se alguém ouvir o ranger noturno. O diagnóstico geralmente é feito depois que surgem algumas
complicações.


Causas
A freqüência e severidade do bruxismo estão altamente associadas ao stress emocional e físico. Quando noturno o
bruxismo envolve movimentos rítmicos semelhantes ao da mastigação, com longos períodos de contração dos músculos
mandibulares, podendo ser a causa da dor muscular e fadiga. Um alinhamento incorreto dos dentes e o fechamento
inadequado da boca costumam estar presentes em grande parte dos casos.
A doença pode atingir qualquer pessoa e é mais freqüente entre as de 15 a 35 anos. A incidência é maior nas mulheres que
nos homens.
Conseqüências
Desgaste excessivo dos dentes, podendo chegar à gengiva, causando dor. Em dentes mais frágeis, sejam eles cariados
ou tratados, o ranger pode provocar a quebra.
As dores de cabeça tensionais são comuns nos portadores de bruxismo. Elas surgem por contração excessiva dos
músculos da mastigação, podendo atingir rosto, pescoço, ouvido e até ombros.
Outro problema decorrente do bruxismo é dor na articulação temporomandibular (localizada no osso do crânio e
mandíbula). Esta também pode sofrer estalos, travamento, restringir a abertura da boca e desviar para o lado ao abrir e
fechar.


Tratamento
O primeiro passo é reconhecer o problema e tentar achar suas causas no dia-a-dia.
A terapia mais empregada atualmente para o alívio dos sinais e sintomas da articulação temporomandibular associada ao
bruxismo é a utilização de placas interoclusais. Essas placas reduzem a atividade dos músculos durante a noite e protegem
os dentes dos desgastes provocados pelo hábito.
Outro passo importante é diminuir a tensão psicológica. Isto pode ser feito através de esportes, ioga e exercícios de
relaxamento. Já os distúrbios psiquiátricos como depressão e ansiedade, devem ser aliviados e medicados se necessário,
através da psicoterapia.
Hábitos como, mascar chicletes, morder ou apertar objetos, devem ser considerados como um vício concomitante do
bruxismo e, portanto devem ser eliminados durante o tratamento.
O indivíduo portador de bruxismo deve constantemente visitar o dentista para que seja preservado pelo profissional.