18 de janeiro de 2021, 20:25 Busca no site:
 
 
 





Voltar
Registro de precisão em próteses totais: O fim do ajuste oclusal em dentaduras.
AUTOR: Dr. Amilcar Fernandes da Silva Neto
 

A grande maioria dos protesistas e protéticos, passam pela desagradável sensação de que "algo saiu errado na prensagem”, durante a obtenção de dentaduras uni ou bi-maxilares , ao se depararem com alterações na dimensão vertical  pós-prensagem. Quando isto ocorre sempre surge a pergunta:

De quem é a responsabilidade ? Do dentista ou do protético ?

As montagens dos dentes, provadas antes em cera ( e aprovadas para prensagem ),  sofrem alterações nas bases, obrigando os profissionais e os clientes ao sacrifício  das exaustivas sessões de ajustes oclusais.

Sabe-se que as alterações da anatomia oclusal implicam em perda de função mastigatória. Portanto, seria ideal a condição onde os dentes novos não tivessem que ser desgastados.

O objetivo deste trabalho consiste em relatar minuciosamente as fases de uma técnica, que utiliza registros rígidos confeccionados em resina acrílica auto-polimerizável, para eliminar os efeitos indesejáveis que acontecem durante as fases de transferência das relações maxilares para os articuladores semi-ajustáveis. 

Resumo contido nos Anais do Congresso Internacional de Odontologia de Maringá 2000.
Ponta Grossa/Setembro de 2000
Artigo publicado na Revista Brasileira de Prótese Clínica e Laboratorial da Editora Maio - Janeiro/2000

AGENDAMENTO DE PALESTRAS E CONFERÊNCIAS SOBRE ESTE TEMA: (43) 3534-1475
msn: amilcarfernandesneto@hotmail.com